Novidades

Fique por dentro das novidades do Motel Imperium

Top 8: Maiores cenas de sexo do cinema

  • 22/09/2020
  • Categoria: Blog
  • Comentários: Nenhum Comentário

No mundo do cinema existem muitos filmes que são lembrados especialmente pelas cenas de sexo, vocês lembram de algum assim?

O audiovisual usa e abusa de nosso desejo sexual para nos gerar aquele impacto. Mesmo que com pequenas insinuações, sensualidade ou sequências mais explícitas. Algumas vezes, as cenas são apenas para nos estimular. Mas em outras oportunidades esses momentos ficam para sempre em nosso imaginário.

Chegou a hora de lembrarmos desses momentos! Aqui vão as dez maiores cenas de sexo do cinema:

 

  1. Instinto Selvagem — A mais lembrada das cenas de sexo!

 

Talvez seja o maior clássico erótico do cinema. Quem lembra? A cruzada de pernas de Sharon Stone é simplesmente inesquecível! Assim como algumas das cenas de sexo bastante picantes entre ela e Michael Douglas. 

 

Instinto Selvagem é uma das maiores referências quando o assunto é brincar com o desejo do público. A sequência, no entanto, não obteve tanto sucesso quanto o primeiro filme. Mas não podemos culpar Sharon Stone por isso. Ela continuava deslumbrante, e atuando lindamente, mesmo depois de algum tempo.

 

  1. Laranja Mecânica — O sexo nem sempre é desejo.

 

Laranja Mecânica é um dos maiores clássicos do cinema, e da literatura. O espaço da obra na história da sétima arte está reservado por diversos temas. Sua direção de arte, as atuações, o contexto social do filme, o debate psicológico, etc. 

 

Mas uma coisa que ninguém pode dizer que sente ao assistir Laranja Mecânica é tesão. Muito pelo contrário. O uso do sexo na arte, nem sempre serve para nos despertar desejo. As cenas de sexo (normalmente estupros) nessa obra tem outro objetivo: chocar, revoltar e incomodar. E elas fazem isso muito bem, não é?

 

  1. Ninfomaníaca — Sexo até no nome.

 

Às vezes a cena de sexo choca, às vezes desperta desejo e às vezes ela fica no limiar entre os dois. Ninfomaníaca é o terceiro caso. A obra nos faz pensar, nos incomoda e até brinca com nosso desejo. As cenas desse filme não podem ser deixadas de lado quando o assunto é sexo no cinema. Mesmo que às vezes seja para criticar o uso de uma ou outra sequência. É sempre lembrado.

 

  1. Azul É a Cor Mais Quente — O problema das cenas de sexo.

 

O filme chamou a atenção do mundo todo quando saiu. A longa cena de sexo entre as atrizes por si só já bastaria para isso. As imagens são intensas, sensuais e bastante provocantes. Some a isso o importante foco dado à pauta lésbica e você tem uma obra grandiosa. O problema é que a discussão acerca do filme não para por aí.

 

As atrizes revelaram depois do lançamento da obra que, para gravarem a cena, sofreram diversos abusos do diretor Abdellatif Kechiche. Elas chegaram, por exemplo, a serem obrigadas a gravar por mais de dez horas seguidas. Os abusos foram realmente bem pesados fisicamente também. O filme se tornou um exemplo de como nem tudo pode ser tolerado em nome da arte. Azul É a Cor Mais quente continuaria sendo uma grande obra se essa cena fosse diferente. Adèle e Léa certamente não escolheram passar por tudo aquilo.

 

  1. O Segredo de Brokeback Mountain — A força de uma grande atuação.

 

O Segredo de Brokeback Mountain não tem as cenas de sexo mais quentes do mundo, ou as mais explícitas e chocantes. No entanto, as atuações de Heath Ledger e Jake Gyllenhaal colocam o filme nessa lista. 

 

Quando o filme foi para os cinemas, a temática homossexual já era uma novidade. Especialmente dentre filmes de grande visibilidade. Na década de 1960 então, quando se passa a história, o tabu era maior ainda. Por isso, a cena de sexo entre os dois homens não é apenas uma mostra de desejo. É a rendição de uma pessoa aos seus instintos e vontades mais profundos. É a vitória do que eles são contra o que o mundo quer deles. E tudo isso pode ser visto graças ao grande trabalho de dois atores.

 

  1. Anticristo — As cenas de sexo no Thriller

 

Diversos gêneros podem se valer do uso de cenas de sexo, cada um com seu objetivo. Em Anticristo, o diretor buscava algo um pouco mais transtornador. A primeira cena do filme é uma sequência de sexo explícito em câmera lenta. Depois, várias outras cenas de hardcore e sadomasoquismo continuam a construir o cenário thriller. 

 

  1. Love — Sexo para querer participar.

 

Com o filme Love, voltamos à função mais óbvia das cenas de sexo. É impossível assistir esse filme e não ficar pelo menos um pouco instigado. Para obter esse resultado, dois detalhes fundamentais. O primeiro deles: os atores fizeram sexo de verdade. Isso certamente ajuda a intensificar a experiência da cena, justamente pelo real dela.

Além disso, as cenas foram todas filmadas em 3D. É verdade que às vezes esse recurso não fica tão legal quanto poderia ser. Mas, tenha certeza. Para assistir Love, os óculos valem a pena.

 

  1. Match Point — O sexo é fundamental no drama.

 

Woody Allen é um dos diretores que mais abordou o amor em sua carreira. Em Match Point, o assunto também é foco, mas dessa vez de uma maneira um pouco menos meiga. 

 

Começando pela trama, que conta sobre o caso extraconjugal entre um professor de tênis e a namorada de seu cunhado. Mas não é apenas a infidelidade que torna esse filme um pouco mais tenso que os outros. As cenas de sexo entre os dois protagonistas também deixam tudo mais adulto. Uma delas, que se passa em um campo de trigo enquanto chove, é uma das mais icônicas do cinema.

 

E aí? Anotou os filmes para ver mais tarde? 

Ótimos filmes e ótimas cenas de sexo. Sem dúvidas o cinema já se aproveitou muito de nosso assunto preferido, então aproveite! Mas sempre lembre de prestar atenção nas descrições. 

wpDiscuz